Portugal proíbe entrada de voos do Brasil e da Grã-Bretanha

Governo português prorrogou a medida de suspensão dos voos vindos de países em que se originaram as variantes do coronavírus

© Adriano Machado/Reuters/Direitos


Por Patricia Vicente Rua - Repórter da Reuters - Lisboa


Portugal prorrogou nesta segunda-feira (29) a suspensão dos voos de e para a Grã-Bretanha e Brasil até 15 de abril, sendo apenas permitidos voos humanitários e de repatriamento, disse o Ministério da Administração Interna português em comunicado.


O país, que até agora relatou 16.837 mortes e 820.407 casos de Covid-19, suspendeu os voos de e para o Brasil e o Reino Unido em janeiro para evitar a propagação de variantes do coronavírus.

A nova variante inicialmente descoberta na Grã-Bretanha foi parcialmente responsável por um aumento devastador de casos no início de 2021, colocando os hospitais sob uma tensão devastadora. A situação melhorou drasticamente desde então.


Os passageiros autorizados a regressar a Portugal provenientes da Grã-Bretanha ou do Brasil, bem como da África do Sul, têm de apresentar um teste negativo realizado no máximo 72 horas antes da partida e de quarentena durante 14 dias.


Está agora em vigor um plano para aliviar gradualmente um bloqueio nacional imposto em 15 de janeiro para enfrentar o que então era o pior surto de coronavírus do mundo, mas as autoridades disseram que dariam um passo atrás se necessário.

Receba nossas atualizações

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Canal do Youtube